22 novembro, 2016

Entre a cruz e espada: Sem cacife para permanecer na FEMURN, Ivan Júnior sonha com nomeação no secretariado de Robinson


Inconformado com a derrota do seu pupilo, Patrício Júnior, e candidato a prefeito nas últimas eleições municipais, o prefeito de Assu Ivan Júnior quer a todo custo um cargo que lhe deixe no centro dos holofotes, depois que ele deixar a prefeitura em 31 de dezembro de 2016. 

Atual presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte-FEMURN, Ivan Júnior enfrenta reação dos prefeitos eleitos para continuar no posto. Durante um encontro recente com a presença de 20 prefeitos do Vale do Açu e da região do Mato Grande, o assunto veio à tona e a postura dos futuros gestores foi uma só: todos defenderam a não permanência de Ivan à frente da entidade.


Secretaria de governo à vista
Fontes próximas a Ivan Júnior garantem que ele tem outra carta na manga para permanecer vivo na política. Emplacar seu nome em uma secretaria de governo na gestão de Robinson Faria é uma delas. Mas, o gestor enfrenta problemas com o Tribunal de Contas do Estado, em relação à aplicação de recursos em obras após as enchentes que castigaram a cidade do Assu, em 2008, ainda na sua primeira gestão.

O problema com a prestação de contas de convênios levou o município a ter o seu nome inscrito na lista dos inadimplentes no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC), ficando até hoje impossibilitado de receber convênios federais. Certamente o fato não é uma boa credencial para levar Ivan a uma secretaria de estado.