|

412 novos olhares

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016


Projeto Ver para Aprender, realizado pelo Sesc, doou 412 óculos de grau a beneficiados de Lajes, Fernando Pedroza, Caicó, Mossoró e Macaíba



Os olhos são as janelas da alma. E do aprendizado também. Com uma boa visão, o aluno consegue enxergar o conteúdo passado em forma de aula, de modo a absorvê-lo melhor. É nisso que acredita o projeto Ver para Aprender, realizado pelo Sistema Fecomércio, por meio do Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Norte (Sesc RN). Por isso que, em sua 11ª edição este ano, o projeto distribuiu 412 óculos de grau para alunos de todas as idades em cinco cidades potiguares.

O Ver para Aprender consiste em realizar consultas oftalmológicas, capacitações e distribuição de óculos de grau de acordo com a necessidade de cada um dos beneficiados. Crianças, adolescentes, adultos e idosos de escolas municipais, projetos do Sesc e grupos organizados são beneficiados pelo projeto, especialmente aqueles integrados a programas educacionais. Ao proporcionar a correção oftálmica de alunos, o Ver para Aprender auxilia no aprendizado e possibilita mais qualidade de vida aos beneficiados.

“É um projeto muito importante, porque visão é tudo na vida. Ele tinha dificuldade pra ver de longe. Dizia que de longe não via nada”, conta Fabiana Coutinho, 34, dona de casa e mãe de Luiz da Silva Neto, 7. Ele, que é aluno da Escola Sesc Macaíba, diz que, daqui pra frente, poderá enxergar melhor o que a “tia” escreve no quadro. “Esse projeto é muito bom, porque a gente ganha óculos pra ver melhor”, diz Luiz.

Nos meses de novembro e dezembro, o Ver para Aprender percorreu as cidades para distribuir os óculos adaptados às necessidades de cada aluno, identificadas após a realização de 570 consultas oftalmológicas. Em Lajes, forem 77 pares; em Fernando Pedroza, 98; 42 estudantes dos projetos de educação complementar do Sesc Cidadão Mossoró foram beneficiados; 43 em Santa Cruz; outros 69 educandos de Caicó; e, por fim, os estudantes de Macaíba, que receberam 83 óculos.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Santa Cruz, Marcio de Oliveira Macedo, o projeto vai além da doação de óculos. “Não é simplesmente doar os óculos. São as consultas, o acompanhamento e o fato de proporcionar uma vida melhor a essas pessoas”, elogia o presidente. O projeto também realiza capacitações entre educadores e educandos, a fim de que eles possam detectar problemas de aprendizagem em decorrência de deficiências oculares.

E não são só crianças e adolescentes os beneficiados pelo Ver para Aprender; adultos e idosos também têm acesso às consultas oftalmológicas. O casal Maria de Fatima Cabral, 59, e Manuel Cabral, 62, ex-alunos do projeto Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Sesc Macaíba, estavam entre os 83 beneficiados pelo projeto na cidade.

A alegria de enxergar melhor com os novos óculos soma-se a outra igualmente importante proporcionada pelo Sesc: foi graças às aulas na unidade da instituição que eles aprenderam a ler e escrever. “Mudou muita coisa na minha vida. Quem não sabe ler é como ser cego. Chega numa cidade, numa rua, vai olhar uma placa, como você vai ler? Como vai saber que rua é aquela? Quando a pessoa lê, pode furar o mundo (risos)”, comenta a dona de casa, e complementa sobre o Ver para Aprender: “É um projeto maravilhoso. Além de aprender a ler e escrever, ainda ganhamos novos óculos”. Sentimento compartilhado por seu marido, Manuel. “Aprendi muito aqui com  o EJA. Entrei engatinhando e saí andando. Hoje vou sair com óculos novo e vendo mais”, relata, emocionado.