Clima natalino vai invadir o Parque da Cidade neste sábado

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016



O Parque da Cidade traz neste sábado (17), a última apresentação do ano do projeto “Canto no Parque”, com o maestro e músico Edvaldo Ribeiro. A apresentação acontecerá logo após a palestra da engenheira Marjorie da Fonseca e Silva Medeiros, a partir das 15h. A professora vai falar sobre Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, dentro do projeto “A Ciência vai ao Parque”, realizado em parceria com a SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. 

Edvaldo Ribeiro é graduado em Música – Licenciatura Plena – pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Edvaldo Ribeiro é regente do coral do Hospital Walfredo Gurgel; instrumentista acompanhador do coral da UNIMED; instrumentista acompanhador do coral UNI-RN; monitor e instrumentista do projeto Lendo, Pintando e Cantando Câmara Cascudo, na Escola Estadual Casa do Menor Trabalhador; Coralista do Grupo In Versão Vocal; Monitor de violão e canto coral no Projeto Mais Educação na Escola Municipal João XXIII onde ministra aulas de canto, violão e musicalização. Com as suas habilidades para a música, já participou de diversos festivais de corais no Brasil. No repertório deste sábado, músicas natalinas para alegrar os corações e que anunciam o nascimento do Menino Jesus. “Vou cantar também a música Linda Baby, composta pelo potiguar Pedro Mendes, em homenagem à nossa cidade, que faz aniversário no mesmo dia de Jesus”, informa Edvaldo Ribeiro.

Agenda 2030: Conhecendo os objetivos do Desenvolvimento Sustentável
A palestra da professora Marjorie da Fonseca e Silva Medeiros apresentará os 17 Objetivos e 169 metas que contempla o acordo emanado da Conferência Rio+20. Os 193 países representados na Assembleia Geral das Nações Unidas aprovaram, em setembro de 2015, a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), construída sobre a experiência internacional com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, ou ODM, cuja vigência se encerrou em 2015.
A igualdade e o cuidado do meio ambiente são seus eixos principais e incorporam temas como o direito ao emprego produtivo, a transparência e uma nova equação entre Estado, mercado e sociedade, que estavam ausentes nos ODM. A nova Agenda de Desenvolvimento é uma ambiciosa proposta que tem como desafio estruturar, de forma simultânea e equilibrada, os esforços globais em prol da erradicação da pobreza e da integração efetiva das dimensões econômica, social e ambiental do desenvolvimento sustentável. 
Marjorie Medeiros é graduada em Engenharia civil e Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Mestre em Educação na UFRN. Atualmente trabalha na Diretoria de Meio Ambiente, onde coordena o Programa de Educação Ambiental da UFRN, e facilitadora da Rede Brasileira de Educação Ambiental - REBEA. Tem experiência na área de gestão ambiental, educação ambiental e gestão de resíduos. Possui publicações de artigos, livros e capítulos de livros nas áreas de educação ambiental, gestão ambiental e sustentabilidade.

Foto: Cedida/Arquivo Pessoal