Festival Ancorá reúne nomes importantes do cinema potiguar em sua terceira edição

domingo, 11 de dezembro de 2016







Os encontros e as intersecções entre cinema e educação marcaram o III Ancorá - Curta Ambiental Nordeste Cerro Corá 2016, que entre os dias 8 e 10 de dezembro leva a magia da sétima arte para a região serrana do Seridó. O festival tem o objetivo de valorizar a produção local, com a mostra de curtas-metragens produzidos por estudantes do município, além de contribuir para um processo de interiorização do cinema. 

Coordenado por Suerda Morais, Rose Dantas e Cássio Hazim, o evento aborda o tema "Biomas Brasileiros" e reúne nomes de peso do cinema potiguar como o jornalista e realizador audiovisual Paulo Dumaresq e o fotógrafo Alex Régis, que dirigiram o longa-metragem "Passo da Pátria-Porto dos Destinos". Também marcam presença os renomados cineastas Carlos Tourinho e Josenira Holanda.

A Mostra Competitiva Estudantil agitou a sexta-feira (9) com a exibição dos curtas "Sobrevivência", da Escola Municipal Sebastiana Nôga, "Caatinga Seca", da Escola Estadual Querubina Silveira e Meu Pé de Umbuzeiro, do Cineclube Cerro Corá, que ficou em primeiro lugar. Sonaly Silva do Nascimento e Mayane de Lima destacaram a emoção de vencer um festival. "O umbuzeiro é um símbolo da flora nordestina e serviu de inspiração para o filme. Estamos muito felizes com o resultado positivo", comemoraram.

Os estudantes da Escola Municipal Belmira Viana receberam o Prêmio Menção Honrosa pelo filme "Caatinga Bioma Brasileiro". Falando sobre a competição, Rose Dantas parabenizou alunos e professores pela dedicação na elaboração dos curtas. "Temos muito talento e energia nesta cidade, haja vista a entrega total de todos os envolvidos, dispostos a fazer sempre mais e melhor".


Oficinas de produção e interpretação cinematográfica

Na última quinta-feira (10) foi dado o pontapé inicial na programação com oficinas cinematográficas que envolveram professores e alunos das escolas públicas de Cerro Corá. "Fizemos o I Cine Rural, no Assentamento Santa Clara II, e integramos a comunidade no projeto. Desenvolvemos um material que será enviado por e-mail para os docentes com dicas para utilizar filmes na sala de aula", explicou a produtora Suerda Morais. 

Segundo ela, a intenção é transformar o cinema em um aliado nas práticas pedagógicas. "Durante a edição do ano passado, conseguimos em parceria com a prefeitura reabrir o Cine Canário, antigo cinema da cidade que estava fechado há mais de 30 anos. Dito isso, queremos que a comunidade se empodere deste espaço, um patrimônio histórico e cultural do município".

O Ancorá é um projeto da CASU Filmes e ONG Navima, e para esta terceira edição conta com o patrocínio da Força Eólica do Brasil; e com o apoio da Prefeitura Municipal de Cerro Corá, do Sebrae/RN, da Pousada Colina dos Flamboyants e da Água Mineral Santa Maria.


FOTOS: Alex Regis