|

Festival de cinema movimenta economia e turismo de Cerro Corá

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016


 


A cidade de Cerro Corá (RN), a 192 km de Natal, desde a última quinta-feira até o sábado (10), foi palco do III Ancorá - Curta Ambiental Nordeste Cerro Corá 2016. A boa notícia é que, de acordo com Wallace Pereira, empreendedor da área de turismo no município, a repercussão do festival é grande no pós-evento, "devido à mídia espontânea".

Ele explica que aqueles que não tiveram a oportunidade de visitar a cidade durante a Mostra de Cinema acabam se interessando posteriormente, na medida que o evento cresce e torna Cerro Corá um referencial. "A cidade tem potencial para o turismo, com um clima frio e paisagens bonitas, sendo a nascente do rio mais importante do Rio Grande do Norte, o rio Potengi. Então, desde sua primeira edição o Ancorá agrega valor para a nossa economia, com o aumento considerável no fluxo de pessoas", disse o empresário.

Juan Luna-Kelser, professor da Universidade George Washington, nos Estados Unidos, participou do Ancorá e enalteceu a iniciativa, que une cinema, educação e meio ambiente. "O turismo de eventos é cada vez mais demandado pelos viajantes. Chamamos de turismo MICE, que significa Meetings (Encontros), Incentives (Incentivos), Conferences (Conferências) and Exhibitions (Feiras). A vantagem dessa modalidade turística é que ela tem a capacidade de tornar perenes os benefícios sociais para a comunidade", avaliou Juan, especialista em turismo sustentável. 

Por sua vez, Célio Vieira, gerente do Escritório Regional do Seridó Oriental do Sebrae RN, ressaltou que a visão empreendedora e sustentável do Ancorá se coaduna com a metodologia de trabalho estabelecida pelo Sebrae. "Temos uma atuação voltada para o fomento do empreendedorismo, conceito que gera emprego e renda para milhões de brasileiros. O festival se consolida através de um trabalho de base com alunos e professores das escolas públicas de Cerro Corá. Planejamos intensificar esta relação no próximo ano".

O prefeito Raimundo Marcelino Borges falou que o festival divulga a região em todo país, atrai visitantes e movimenta bares, restaurantes, comércio hoteleiro e similares, no momento que a cidade comemora 63 anos de emancipação política . "Estamos felizes e agradecidos em receber cineastas, produtores, atores e jornalistas, um público qualificado e comprometido com o processo de interiorização do cinema em nosso estado", destacou.

"A parceria entre a Prefeitura e a equipe do Festival possibilitou uma importante conquista no ano passado: a reabertura do Cine Canário, que estava fechado há mais de três décadas. Dito isso, espero que o trabalho seja ampliado e torço que neste ano se repita o sucesso dos anos anteriores, pois o Ancorá já é um marco cultural do RN", explicou o prefeito Marcelino Borges.

Fotos: Alex Regis