|

Agripino articula audiência com ministro da Justiça para atender pleitos do governo do RN

terça-feira, 31 de janeiro de 2017






Durante encontro com a bancada potiguar, na manhã desta terça-feira (31), em Brasília (DF), para discutir medidas para a crise penitenciária no Rio Grande do Norte, o senador José Agripino (RN) ligou para o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e solicitou uma reunião imediata com o chefe da pasta. Prontamente atendido, o senador, parlamentares e outras lideranças do RN seguiram para o ministério onde debateram soluções urgentes para as rebeliões nas cadeias do estado.

Entre os pleitos do governo estadual ao ministro da Justiça estão o aumento do repasse do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para o Rio Grande do Norte; a prorrogação da estada dos agentes federais no RN não por 60, mas por 90 dias; e a manutenção das tropas federais até que a ordem se restabeleça. Segundo dados oficiais, o repasse do Funpen para o RN é de R$ 139 milhões, mas até o momento foram liberados R$ 45 milhões.

“Neste momento, é preciso unirmos nossas forças, independente das ideologias partidárias, para devolvermos a paz no nosso estado. Lutarmos juntos pela agilidade na construção dos presídios é importantíssimo neste momento. Continuar buscando o apoio do governo federal, que nós já reconhecemos, é fundamental para que se consiga erguer, em caráter de urgência, essas novas penitenciárias e, assim, resolver esse problema que aflige toda a população do Rio Grande do Norte”, disse José Agripino. 

Durante o encontro com o ministro, lideranças do Rio Grande do Norte, o governador potiguar, Robinson Faria, pediu apoio ao ministro para a desativação da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde quase 30 detentos morreram após dias de brigas entre facções criminosas. A proposta recebeu apoio irrestrito de Alexandre Moraes.

“Nossa presença em Brasília foi para intensificar essas ações de trabalho no combate à crise penitenciária. Esperamos que o governo federal, que está ajudando e tem sido muito solidário até agora, continue colaborando com nosso estado”, destacou o governador. “É preciso ressaltar a união da bancada federal, do Executivo estadual, da Assembleia Legislativa, do Ministério Público e do Judiciário em favor do RN”, acrescentou.

Além de Agripino e outros parlamentares federais do RN, acompanharam a reunião com Alexandre de Moraes o governador Robinson de Faria; o presidente do Tribunal de Justiça (TJ-RN), Expedito Ferreira de Souza; e o presidente do Ministério Público (MP-RN), Rinaldo Reis Lima, entre outras lideranças locais.