|

São Gonçalo: Prefeito Paulinho propõe redução de 22% do seu próprio salário

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017



A medida também abrange o salário de secretario e adjunto, 
somando uma economia de R$ 2,5 milhões por ano


O prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emidio, mais conhecido como Paulinho, enviou à Camara Municipal, nesta terça-feira (17), um ofício propondo um Projeto de Lei para redução de alguns salários de cargos comissionados, incluindo o seu e o do vice-prefeito. 

Segundo lei aprovada ano passado pela Câmara, o prefeito poderá ganhar até R$ 27.776,00 e o vice, R$ 19.443,20. Na época também foi aprovado aumento para o secretariado, ajustado para R$ 14 mil secretário municipal e R$ 11.900,00 secretário adjunto. Na medida Paulinho também sugere a redução de 22% desses salários. 

Caso os vereadores aprovem, o prefeito terá uma redução em seu salário de R$ 6,1mil; o vice, Eraldo Paiva, de 4,2 mil; e os secretários R$ 3 mil e R$ 2,6 mil adjuntos. Isso representa uma economia para o município em aproximadamente R$ 2,5 milhões por ano.

“Estamos tomando essa medida visando o equilíbrio das finanças públicas municipais, principalmente nesse momento de instabilidade econômica e política que vive o Brasil. Nós estamos pensando no melhor para o povo e para nossa administração”, observou o prefeito.