|

AARN apresenta ao TJRN projetos para melhorar atuação dos advogados

terça-feira, 28 de março de 2017


A diretoria da Associação dos Advogados do Rio Grande do Norte (AARN) reuniu-se nesta segunda-feira (27) com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJRN), desembargador Expedito Ferreira. Segundo a presidente da AARN, Rossana Fonseca, o objetivo da audiência foi levar projetos que visam a melhorar o acesso dos advogados e dos jurisdicionados aos serviços prestados pelo Judiciário estadual.

 

Uma das propostas tratadas na reunião está voltada para uma melhor distribuição dos processos nas Varas Cíveis Não Especializadas de Natal. Como essas Varas estão sobrecarregadas por grandes quantidades de processos, a ideia exposta pela AARN é reformular a distribuição das ações. Os efeitos pretendidos são equilibrar os volumes de processos entre os órgãos judiciários e garantir mais agilidade no andamento deles.

 

Outra sugestão apresentada pela AARN ao TJRN refere-se à falta de estacionamento no Complexo Judiciário de Natal, no bairro de Potilândia, paraatender aos advogados que recebe diariamente. A AARN solicitou a disponibilização de uma área que possa ser usada para essa finalidade, até para evitar as multas que os profissionais têm sofrido de maneira recorrente em razão do problema. O desembargador Expedito Ferreira se comprometeu a buscar uma solução ao pleito.

 

Ainda na pauta da reunião, a AARN requisitou a instalação de terminais de computadores nas salas de audiência das 18 Varas Cíveis que funcionam na capital. A medida permitiria que os advogados tivessem acesso, durante suas audiências, aos processos que possam ser baixados virtualmente. As novas salas seguiriam o modelo das que já funcionam na Justiça do Trabalho. 

 

“Sem esses terminais, os advogados ficam sem acesso aos processos virtuais durante as audiências e se veem obrigados a levar cópias de todos os volumes de seus processos, alguns deles muito extensos e com milhares de páginas, caso precisem consultá-los na hora das audiências”, explica Rossana Fonseca. O presidente do TJRN novamente mostrou-se receptivo ao projeto exposto dos advogados e designou sua equipe para estudar a melhor forma de viabilizar a ideia.

 

A presidente da AARN classificou como proveitosa a audiência com o presidente do Tribunal de Justiça. Na avaliação dela e dos demais diretores da entidade que participaram do encontro, o desembargador Expedito Ferreira manifestou-se aberto às propostas dos advogados. “Ficamos muito otimistas com a disposição demonstrada pelo presidente do TJRN em colaborar para a implantação desses projetos que apresentamos, até porque eles são essenciais para melhorar as condições de trabalho dos advogados e do acesso à Justiça pelos cidadãos que precisam dos serviços da Justiça”, afirma Rossana Fonseca.