|

Natal precisa conhecer a história verdadeira sobre a construção do “anel viário” da zona Norte

terça-feira, 25 de abril de 2017



O atual vereador Ney Lopes Jr salvou o “anel viário” (Protransporte),  programa que beneficia diretamente a zona norte de Natal, ao  retirar das “gavetas” da Prefeitura de Natal esse projeto vital para o futuro da cidade,  no período em que assumiu a chefia do executivo natalense, em dezembro de 2012. Com visão de futuro, Ney Jr articulou-se com a então governadora Rosalba Ciarlini e por meio de “ato administrativo” viabilizou a execução do “anel viário” através do Governo do Estado, que iniciou imediatamente as obras.

Há uma obra em Natal, próxima de ser concluída, cuja verdade em relação aos que contribuíram para a sua realização, necessita ser do conhecimento público, para evitar apropriações indébitas.

Trata-se do “anel viário de Natal” executado através do  Programa de Financiamento de Infraestrutura para o Transporte Coletivo Urbano – Pró-Transporte –, na zona norte da capital e que será a “salvação” daquela área da capital.

Por justiça histórica devem ser relembrados todos aqueles que contribuíram com o Pró-Transporte de Natal.

Essa obra nasceu, quando era prefeita de Natal, a atual vereadora Vilma de Faria, após a conclusão da ponte Newton Navarro.

No governo de Micarla de Souza,  em que pese o inegável interesse da então Prefeita, o projeto ficou praticamente “parado”, em razão dos recursos estarem disponíveis na CEF, porém a Prefeitura não dispunha do total da contrapartida exigida.

Foi o hoje vereador Ney Lopes Jr, em dezembro de 2012, quando assumiu interinamente a Prefeitura de Natal, quem com visão de futuro, “desengavetou” o anel viário da zona norte (Pro-Transporte) e em combinação com a então governadora Rosalba Ciarlini transferiu a execução do projeto do município de Natal para o Governo do Estado do RN.

De nove intervenções definidas no Pró-Transporte haviam sido encaminhadas pelo executivo municipal, apenas a duplicação da avenida Itapetinga e o viaduto da avenida das Fronteiras.

A partir da decisão corajosa do então prefeito Ney Lopes Jr, o Pró-Transporte adquiriu vitalidade e, à época, de acordo com a Secretária de Infraestrutura do governo estadual, Kátia Pinto, imóveis foram desapropriados, desobstruindo os espaços para o prosseguimento das obras.

Atualmente, o governador Robinson Faria, que sucedeu a governadora Rosalba Ciarlini, dá continuidade ao projeto, que se acha em fase final de conclusão.

O Pró-Transporte disponibilizará cinco grandes intervenções na zona norte de Natal: a construção do Viaduto da Redinha; implantação do Eixo Moema Tinoco/Conselheiro Tristão, implantação do Eixo Fronteiras, conclusão do viaduto das Fronteiras e o prolongamento da Avenida Moema Tinoco.

O projeto ligará, ainda, o Gancho de Igapó à Ponte Newton Navarro, facilitando o acesso dos moradores da Zona Norte de Natal a BR-101, Aeroporto Aluízio Alves e consequentemente a BR 304 (saídas para Touros e para João Pessoa e Recife).

O Pró-Transporte conta com 11km de ciclovia (12 km), que vão trazer grandes melhorias na mobilidade dos moradores, e construção e padronização de 30km de calçadas, além de rotas dos dois eixos alargadas para corredores de ônibus.

Imagem: Celly Maia/Assecom-RN