Deputados apresentam pleitos para combate à seca no interior do Rio Grande do Norte

segunda-feira, 29 de maio de 2017



Crédito da Foto: Assessoria de Comunicação

A seca prolongada no Nordeste continua com efeitos no Rio Grande do Norte. Apesar da cobrança constante para a realização de grandes obras estruturantes para o setor, os deputados estaduais potiguares atuam também para que pleitos específicos sejam atendidos para solucionar o problema de pequenos municípios e comunidades no estado.

Através de requerimento, o deputado Nélter Queiroz (PMDB) cobrou ações para Jardim do Seridó e Touros. O parlamentar cobrou Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) a construção de uma adutora para levar água do açude Boqueirão ao município seridoense, além da perfuração e instalação de um poço tubular no distrito Vila Assis, em Touros. As duas propostas já foram encaminhadas ao plenário para votação.

Também em plenário estão pedidos do deputado Souza Neto (PHS). O foco do parlamentar nos dois requerimentos endereçados à Semarh é a reforma da barragem do Sítio Logradouro, em Frutuoso Gomes, e a inclusão do Rio Grande do Norte no programa "Água Para Todos", do Governo Federal, que é destinado a promover a universalização do acesso à água em territórios rurais, tanto para consumo humano quanto para a produção agrícola e alimentar.

"O município de Macau, assim como boa parte dos municípios do Rio Grande do Norte, vem passando por uma grande estiagem, necessitando de medidas urgentes como esta, em especial nas comunidades Terra de Deus, Papagaio, Cacimba de Baixa e Maxixe. A população espera uma solução", justificou Souza Neto.

Já o deputado Albert Dickson (PROS) quer melhorias em um poço já instalado na comunidade de Baixa do Novilho, em João Câmara. O parlamentar que a instalação de um dessalinizador por parte da Semarh no local para que o poço, considerado de boa vazão, possa ter sua água consumida pela população.

"A comunidade vem sofrendo com sérios problemas, como a qualidade da água salobra do poço. Instalado com vazão de aproximadamente 10 mil horas, o poço atenderia às necessidades da região, não fosse pelo excesso de sal", disse Albert Dickson.

Todos os pleitos dos deputados, aprovados pelo Poder Legislativo, serão encaminhados ao Governo do Estado, que é responsável pela execução dos serviços.