Projeto objetiva humanizar a prática do Direito

terça-feira, 9 de maio de 2017



Intitulado "Gentidades", projeto conduzido pela Estácio Romualdo promove debates sociopolíticos entre estudantes de Direito e comunidade

O mais novo projeto do curso de Direito da Estácio Romualdo tem como meta ampliar a percepção humanista entre os futuros profissionais de Direito. Desta forma, a ideia do projeto “Gentidades” é levar ao ambiente técnico das leis, discussões sobre cultura, sociologia, política, religião e tudo o mais que compõe uma sociedade. A atividade inaugural desta ação será nesta quinta-feira (11), às 19h, no auditório da Estácio Romualdo, quando haverá um debate sobre o tema “O humano como unidade de todas as coisas”.

“O profissional de Direito não pode se restringir à técnica, às leis e às burocracias. Ele precisa ter a sensibilidade de enxergar o outro, ser humanista, para poder atingir a justiça mais próxima da ideal”, justifica Evandro Minchoni, coordenador do curso de Direito da Estácio Romualdo. O projeto “Gentidades” é baseado no livro homônimo de Darcy Ribeiro.

No livro, o antropólogo, educador, escritor e político realiza três ensaios emblemáticos sobre os problemas que ocuparam o grande intelectual: uma análise de Casa grande & senzala, de Gilberto Freyre; um belo texto que trata dos índios brasileiros; e um ensaio sobre o ex-presidente chileno Salvador Allende, derrubado e assassinado durante o Golpe Militar de 1973. “Assim como no livro, pretendemos analisar com os estudantes as relações sociopolíticas do Brasil e do mundo”, explica o coordenador. A ideia é que o projeto ocorra duas vezes por semestre e é aberto à comunidade.