412 ANOS DE COLONIZAÇÃO PORTUGUESA DE GUAMARÉ TEM PROGRAMAÇÃO NESTA SEGUNDA-FEIRA, 21

sábado, 19 de agosto de 2017


A Colonização Portuguesa nas terras de Guamaré completa 412 anos e a passagem da data será marcada com a exposição fotográfica 20 de agosto. A mostra acontece nesta segunda-feira, 21, no Clube Municipal, a partir das 19 horas e traz como tema: “Guamaré desbravadora – Mostrando sua história”.

A mostra fotográfica é resultado de uma expedição realizada por alunos da Escola Municipal Maria Madalena da Silva com a orientação de professores. A solenidade será marcada pela presença da Banda Filarmônica Municipal e do Cordelista Francisco de Betânia que vai apresentar o tema da exposição em forma de Cordel. O Grupo Macambirais foi convidado para abrir as apresentações.

Ainda durante a programação da noite, o artista local Gonzaga Filho vai apresentar uma retrospectiva do City Tuor (Roteiro turístico) realizado com os alunos do 9o Ano das Escolas Maria Madalena e Benvinda Nunes Teixeira. O passeio enriqueceu os conhecimentos histórico, cultural e econômico, possibilitando que esses estudantes pudessem confeccionar as artes e abrilhantar ainda mais o evento.

Outra atração da festa é a apresentação do Grupo de Capoeira da Escola Maria Madalena. A Secretária de Educação Cintya Miranda destaca outro momento importante da programação, chamando atenção para a apresentação de um documentário com os trabalhos realizados pelos alunos das turmas do 9o ano que vão concorrer às premiações na noite.

Sobre o 20 de agosto
De acordo com estudos, foi nessa data que foi oficializada a doação das terras salineiras de Guamaré aos filhos do capitão-mor Jerônimo de Albuquerque, Antônio e Matias de Albuquerque, os primeiros e verdadeiros colonizadores. Os outros que apareceram na costa anteriormente foram para explorar.

Por ser prática da Coroa, a posse das terras (com imposição de marcos ou doação de sesmarias), Guamaré teve oficialmente como marco da colonização essa data, sendo, então, comemorado no dia 20 de agosto, o início do seu povoamento, ou seja: de sua colonização de fato. Antes, porém, Guamaré já constava nos mapas europeus, bem antes de Cabral descobrir o Brasil.

Durante todo o século XVI, a região havia tido suas salinas naturais, riquezas da época, exploradas. Todas essas informações foram pesquisadas e comprovadas cientificamente pela jornalista Maria Jandir Candéas. Jandir é natural de Guamaré, seus antecedentes têm raízes no município há quase quatrocentos anos.