Com Inéditas e Sucessos, Vanessa da Mata Lança Turnê Caixinha de Música

quinta-feira, 24 de agosto de 2017



Show inédito traz novas composições, além de hits que fizeram da cantora e compositora matogrossense uma das maiores estrelas do país

 Após três anos rodando com as turnês de "Segue o Som" (2014) e do projeto intimista "Delicadeza", Vanessa da Mata volta com novidades ao público trazidas no mais novo CD e DVD "Caixinha de Música". Gravado ao vivo, em duas noites de maio, em São Paulo, o show, que tem direção musical do guitarrista Maurício Pacheco, reúne três novas canções da cantora e compositora matogrossense. Além da faixa "Caixinha de Música", que dá nome ao novo trabalho, ela ainda apresenta "Orgulho e Nada Mais" e "Gente Feliz", também registrada em faixa-bônus com uma das maiores revelações da cena brasileira, o grupo BaianaSystem.

 Com realização da HF Fazolato Shows e Eventos e da Opus Promoções, a turnê passará pelo Nordeste no mês de outubro com shows confirmados em Natal, no dia 13 e Fortaleza, no dia 14. Depois a tour aterrissa no Rio Grande do Sul no mês de dezembro, com apresentações em Porto Alegre, no dia 1º e Novo Hamburgo, no dia 2. Os ingressos já estão à venda. Confira o serviço completo abaixo.

 Canções que entraram no repertório do intimista "Delicadeza", em que Vanessa se apresentava amparada por piano, violão e guitarra, foram registradas agora nesse novo trabalho e também fazem parte da nova turnê. É o caso de "Love Will Tear us Apart", clássico do grupo inglês Joy Division, e ainda "Mágoas de Caboclo" e "Vá Pro Inferno com Seu Amor", gravadas, respectivamente, por Orlando Silva e a dupla Milionário e José Rico.

 Os grandes hits de Vanessa, que fizeram dessa cantora e compositora uma das maiores estrelas do mercado fonográfico brasileiro, também não poderiam deixar de estar em "Caixinha de Música". Entre elas, "Ai, Ai, Ai", "Amado", "Boa Sorte/Good Luck", "Não Me Deixe Só", "Ainda Bem", entre outras.

 Segue o som

  Nascida em Mato Grosso, Vanessa da Mata é uma cantora e compositora com 15 anos de carreira e premiada no Grammy Latino. O début veio com o disco homônimo em 2002, quando já tinha sido gravada por Maria Bethânia - a faixa, "A Força que Nunca Seca", deu nome ao trabalho da cantora baiana. O álbum de estreia de Vanessa colocou seu nome no topo dos maiores hits daquele ano, puxado pelo sucesso "Não me Deixe Só".

 O segundo trabalho, "Essa Boneca Tem Manual", lançado dois anos depois, Vanessa da Mata fez uma enxurrada de novos hits. Sua música, um mix de pop, reggae e música popular brasileira, estourou no Brasil inteiro, com faixas como "Ainda Bem", "Vermelho" e "Ai, Ai, Ai", um estrondoso sucesso. "Ai, Ai, Ai" foi a canção mais tocada no país no ano.

 Em 2007, Vanessa da Mata lançou seu terceiro disco, "Sim", chegando dessa vez ao mercado internacional, graças a "Boa Sorte/Good Luck", faixa registrado em dueto com Ben Harper. Além dessa, Vanessa ficou entre as mais tocadas do ano com a romântica "Amado". Logo depois, Vanessa lançou mais dois álbuns - "Bicicletas, Bolos e Outras Alegrias" e "Vanessa da Mata Canta Tom Jobim", um tributo especial a um dos maiores compositores brasileiros, reconhecido internacionalmente. "Segue o Som", de 2014, foi seu último registro.