|

Ezequiel requer obras para o bem estar de moradores do Seridó e Agreste

quarta-feira, 16 de agosto de 2017



Crédito da Foto:  João Gilberto

Instalação de poços tubulares, implantação de Restaurante Popular, reabertura de agência bancária, a construção de abatedouro público e melhoria no sistema de segurança são benefícios que o deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) solicitou do governo do Estado e da superintendência do Banco do Brasil, por entender que o atendimento do pleito vai melhorar as condições de vida da população.

As ações propostas são destinadas aos municípios Santana do Matos, na região Seridó e São José de Campestre, no Agreste e foram solicitadas pelas famílias da zona rural e da área urbana.

“A perfuração de poços tubulares na área rural de Santana do Matos é de extrema importância e tem o objetivo de melhorar o abastecimento de água para os moradores dos distritos de santa Tereza e Barão de Serra Branca e nas comunidades Palestina I, Palestina II, Bom Jesus, Caiçara, Pixote Mineiro da Barra, Malhadinha e Boa Vista I e II, que enfrentam ameaça de colapso no abastecimento”, justifica o deputado Ezequiel quanto à solicitação dessa providência.

Para Santana do Matos o deputado também requereu a implantação do programa Restaurante Popular para fornecer refeições de boa qualidade por um preço bastante reduzido, sob a justificativa de que o município é carente e as principais fontes de renda são os empregos públicos e a seguridade social.

Já para São José de Campestre as solicitações foram a construção de um novo abatedouro público do modelo EMATER, já que o atual fica na área urbana da cidade e não oferece boas condições de trabalho, uma vez que é muito antigo.

O deputado Ezequiel Ferreira também reivindicou para aquela cidade do Agreste o aumento do efetivo policial e melhores condições de trabalho para a Polícia Militar, bem como a reabertura da agência do Banco do Brasil.

“A Agência do Banco do Brasil está fechada desde janeiro deste ano, após ter sido alvo de práticas criminosas. Com isso, os habitantes do município vêm sofrendo com os transtornos. As pessoas, para realizarem os serviços bancários se deslocam para outras cidades, o que gera gastos. Além disso, o comércio local já sente a diminuição das vendas”, registrou o deputado Ezequiel Ferreira.